Saúde
16
Fev

Primeiros Socorros para Cachorros

Avalie este item
(0 votos)

Emergência com seu cãozinho? Saiba o que fazer!

Acidentes
Você pode presenciar o acidente do seu cão ou ele pode aparecer machucado.
De qualquer maneira, afaste seu cão do local do acidente para evitar que se machuque mais.
Mantenha o cão o mais quieto e confortável possível. Se necessário mantenha-o preso.
Se houver ferimentos óbvios, como sangramento, faça pressão nestes pontos com uma atadura ou pano limpo. Chame o veterinário o mais rápido possível.
Corte na pata
Pode ocorrer um sangramento repentino devido a um caco de vidro ou outro objeto pontiagudo. Se houver muito sangramento, enrole a pata em gaze ou em um pano limpo e faça pressão com esparadrapo.
Leve seu cão ao veterinário para que receba tratamento apropriado.
Nunca use elástico ou torniquete nos membros, especialmente por períodos prolongados (acima de 15 minutos).
Olho ferido
Procure cuidadosamente por qualquer corpo estranho, como um pedaço de grama.
O veterinário deve remover qualquer corpo estranho perfurante cuidadosamente sob anestesia geral, pois podem facilmente penetrar mais.
Evite que o cão coce o olho afetado com as patas ou esfregue nos móveis e leve-o ao veterinário para ser examinado e tratado.
Se o olho estiver seriamente machucado, cubra-o com gaze umedecida e leve o cão ao veterinário imediatamente.
Vômito
Você não deve se preocupar caso seu cão vomite ocasionalmente, isso é normal.
O fato dele vomitar muitas vezes em um período curto de tempo é razão para preocupação ou se ele parecer não estar se sentindo bem.
Caso você note que ele sempre vomita após as refeições, não dê alimento por 12 horas e apenas ofereça pequenas quantidades de água. Depois de descansar o estômago, você deve oferecer refeições pequenas e leves por um dia e depois ir gradualmente retornando a dieta normal. Observe se porções menores evitam que ele vomite e reduza a quantidade de ração. Cachorros costumam comer por gula.
Se seu cão não melhorar e continuar vomitando você deve entrar em contato com o veterinário. Anote como e o que ele vomitou para poder descrever para o veterinário. Se possível, colete um pouco do vômito em uma vasilha para que o veterinário possa examiná-lo.
Diarréia
A diarréia pode conter sangue e/ou muco. Às vezes, é acompanhada de vômito.
Se não tiver sangue e seu cão parecer bem, você pode tentar tratá-lo em casa. Não dê alimento por 12 horas e ofereça pouca água com um pouco de glicose ou caldo de carne fraco. Depois de descansar o estômago, você deve oferecer refeições pequenas e leves a ele por um dia e depois ir gradualmente retornando a dieta normal.
Se seu cão não melhorar ou estiver fraco, letárgico ou depressivo, leve-o ao veterinário imediatamente.
Se ele parecer bem, leve-o para uma consulta no próximo momento disponível e descreva o ocorrido ao veterinário.
Picadas de inseto e cobra
Picadas de insetos podem ser identificadas por dor aguda repentina acompanhada de inchaço e às vezes descoloração da pele. Se um cão foi picado na garganta, pode ter dificuldade para respirar. Ele pode ser alérgico e nesse caso você deve leva-lo imediatamente ao veterinário!
Mantenha seu cão fresco e evite qualquer exercício.
Se ele for picado por uma cobra, você deve tentar identificar a cobra (caso seja possível, pois os soros antiofídicos variam por espécies) pois será mais fácil tratá-lo se o veterinário souber qual foi a cobra. Coloque uma bandagem em volta da picada e leve-o imediatamente ao veterinário!
Convulsões
Caso seu cão comece a fazer movimentos espasmódicos, normalmente acompanhados de travamento da mandíbula, salivação, urinação e defecação, então ele está tendo uma convulsão.
A primeira coisa a fazer é tirar a coleira e afastá-lo de qualquer perigo (ex.: lareiras, escadas, mesas).
Garanta que ele possa respirar segurando sua cabeça e, se possível, com o pescoço esticado. Não coloque os dedos dentro da boca do cão.
Mantenha o ambiente o mais escuro e quieto possível, evite barulhos repentinos como campainhas e portas batendo. A maior parte dos ataques acabam rápido (embora pareçam durar uma eternidade!)
Anote exatamente os sintomas de seu cão antes, durante e depois da convulsão, e ligue para o veterinário assim que possível. Se ele nunca apresentou esses sintomas, após a convulsão cessar, leve-o imediatamente ao veterinário.
Dor de ouvido
Se o seu cão está coçando o ouvido e ficando com a cabeça pendendo para o lado ou esfregando a orelha no chão, balançando a cabeça, uivando e não deixando ninguém tocar seu ouvido, pode ser que um pedaço de grama ou outro objeto tenha entrado no ouvido.
Não coloque absolutamente nada dentro do ouvido dele e ligue para o veterinário.
Ele também pode estar com alguma inflação e isso só poderá ser tratado por um veterinário.
Não dê medicamentos ao seu animal sem consultar um veterinário, o problema que pode ser simples poderá vir a ser um grande problema se tratado erroneamente.
Envenenamento
Se você achar que seu cão foi envenenado, corra com ele para o veterinário!
Caso você saiba que ele ingeriu algo venenoso, leve o produto, ou embalagem do produto, para auxiliar no socorro. Quanto mais rápido o agente for identificado, mas fácil será o socorro prestado ao seu animal.
Engasgar
Se o seu cão está tentando vomitar sem conseguir, coçando a boca freneticamente com as patas ou fazendo barulhos estranhos como se estivesse engasgado, tente abrir sua boca verificar se existe algum objeto obstruindo sua boca ou garganta.
Esteja ciente de que há chance de ser mordido fazendo isso.
Olhe o céu da boca, pois às vezes algo gruda lá, ou um osso pode ficar preso transversalmente.
Caso verifique que existe um objeto e não consegue tirar, não force, pois o objeto poderá ficar mais preso, fazendo com que o seu cão sufoque. Leve-o imediatamente ao veterinário mais próximo.
Em alguns casos, pode ser necessário uma anestesia geral para a remoção segura de um objeto na boca.
Desmaio
Procure aconselhamento veterinário imediatamente.
Coloque seu cão dentro de uma cesta e mantenha a passagem de ar livre esticando o pescoço e segurando a língua para fora.
Torção gástrica
Se seu cão parece desconfortável ou irritado e a barriga parece distendida e cheia de gases, ligue para o veterinário e leve o cão para uma consulta imediatamente.
Fraturas
A fratura pode ser interna ou exposta (na qual o osso sai da pele). Seja qual for o tipo, nunca se deve colocar o osso no lugar original.
O cuidado correto a ser tomado é pegar-se algo firme, como um papelão mais grosso ou uma madeira, e fazer uma maca, colocando o animal com muito cuidado sobre a mesma e levando-o, com urgência, ao médico veterinário.
É necessário lembrar que, quando se tentar pegar o animal, provavelmente estará sentido muita dor e, por isso, pode tentar morder. Recomenda-se tomar bastante cuidado.

Leve em consideração:

  1. A não ser em raríssimos casos, é melhor que você leve seu cão ao veterinário, pois na clínica poderão ser feitos exames, além de possuírem todos os equipamentos necessários para um socorro eficaz.
  2. Não dê nada para o seu cão comer ou beber.
  3. Para transportá-lo, caso ele esteja letárgico, coloque-o sobre um cobertor velho e duas pessoas devem carregá-lo confortavelmente. Tente fazer com que a cabeça do seu pet esteja elevada.
  4. Se for transportá-lo no carro, certifique-se de que alguém esteja ao lado dele.
  5. Se houver perigo do seu cão morder alguém, coloque uma focinheira de forma que a respiração dele não seja prejudicada.
  6. Se possível informe a clínica que está a caminho com seu cão e qual é a emergência, para que eles possam se preparar para atendê-lo rapidamente.
Lido 1872 vezes
Mais nesta categoria: « Vacinação de Cães
Entre para postar comentários